1 evento ao vivo

"Tabata, o PSL está de braços abertos para você", diz Frota

11 jul 2019
13h05
atualizado às 13h27
  • separator
  • comentários

Com o voto a favor da reforma da Previdência, a deputada federal Tabata Amaral se mantém entre os principais assuntos do Twitter desde a quarta-feira, 10, dia da votação em que a proposta foi aprovada em 1º turno na Câmara com 379 votos. Ela diz ter votado por convicção.

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) discursa no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília
A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) discursa no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília
Foto: DIDA SAMPAIO / Estadão Conteúdo

"Tabata Amaral, o PSL está de braços abertos para você", escreveu seu colega de Câmara Alexandre Frota (PSL). "Partido não vai faltar. Força aí, PDT", ironizou o deputado. O PDT havia fechado questão contra a reforma, mas oito deputados declararam voto a favor.

Na terça-feira, 9, o jornal O Estado de S. Paulo mostrou que Carlos Lupi, presidente da sigla, ameaçou expulsar do partido aqueles que votassem a favor da reforma da Previdência. Padrinho político de Tabata, o candidato a presidente pelo PDT em 2018, Ciro Gomes, também fez publicações em que defende a expulsão de quadros que fossem a favor da reforma.

"A reforma que hoje votamos não pertence mais ao governo; ela sofreu diversas alterações feitas por esse mesmo Congresso. O sim que digo à reforma não é sim ao governo e também não é um não a decisões partidárias", disse Tabata. "Meu voto é um voto de consciência, não é um voto vendido, não é por dinheiro de emendas. É um voto seguindo minhas convicções e tudo que estudei até aqui".

Ameaçada no PDT, Tabata já teve convite informal de outras legendas, entre elas o Cidadania por causa de afinidades entre as convicções dela e o partido, segundo deputados da legenda. Ela foi sondada pelo deputado Marcelo Calero (RJ) e pelo presidente nacional do partido, Roberto Freire, ambos ex-ministros da Cultura, e pelo presidente do diretório em São Paulo, deputado Arnaldo Jardim (SP).

Nas redes, o nome de Tabata tem dominado o debate sobre a votação da Previdência. Em montagens, a deputada aparece com camisetas do partido Novo e do PSL. Bastante criticada por parte da esquerda, ela foi elogiada por grupo que defendiam a reforma, como Movimento Brasil Livre.

"Tabata Amaral merece nossos parabéns essa semana: mesmo sob ameaça de expulsão de seu partido, o PDT, ela votará pela reforma da Previdência", publicou o MBL antes da votação. "Tabata será um quadro importante da esquerda se não compactuar com a velha turma que trabalha no quanto pior, melhor". Nesta quinta-feira, 11, com a proposta da reforma já aprovada, o perfil do MBL no Twitter publicou: " E aí, o PDT já expulsou a Tabata?"

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade